Você provavelmente está ciente de que seu corpo funciona como uma grande máquina, certo? Logo, se uma parte está desligada ou desregulada, tudo pode começar a ter problemas. O melhor exemplo disso é a sua tireoide – a pequena glândula na base do seu pescoço que controla seu metabolismo e regula suas funções corporais (leia-se: respiração, temperatura, ciclo menstrual e assim por diante).

Ela é responsável pela produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina), mas você normalmente não percebe seu funcionamento. No entanto, quando ela começa a falhar, como não liberar hormônio suficiente (hipotireoidismo) ou liberar em excesso (hipertireoidismo), o caos pode se libertar. Mais irritante ainda, o caos pode se manifestar em qualquer lugar do corpo: olhos, pele, mãos e pés – até no humor.

Isto porque os sintomas das doenças associadas ao funcionamento incorreto da tireoide podem espelhar os sintomas de muitos outros problemas, que variam de pessoa para pessoa e podem ocorrer de forma repentina ou muito gradual – sendo difícil de detectar. Por essa razão, é super importante estar consciente e agir rapidamente sobre qualquer um dos sintomas abaixo.

Vale destacar que hipotireoidismo e hipertireoidismo são muito mais comuns em mulheres. Um exame de sangue pode detectar a disfunção, que – em muitos casos – pode ser tratada com reposição hormonal.

MUDANÇA DE PESO – Com hipotireoidismo, a glândula coloca o pé no freio e retarda todas as suas funções corporais, incluindo o metabolismo. Ou seja, seu corpo fica mais lento, o que significa que você pode ganhar peso. Enquanto que no caso do hipertireoidismo o oposto pode acontecer. Afinal, a tireoide está com o pé no acelerador, o que pode resultar em uma perda de peso inexplicável. Ambas exigem tratamento, pois qualquer disfunção da tireoide pode ser extremamente difícil para o corpo – especialmente para o coração.

PRESSÃO ARTERIAL ANORMAL – O hormônio da tireoide está em constante comunicação com o coração e impacta na velocidade dos batimentos. Com hipotireoidismo, sua frequência cardíaca será mais lenta do que o normal, o que afeta uma série de outros órgãos e funções corporais. Já no hipertireoidismo ocorre o oposto: a frequência cardíaca acelera demais. As duas condições merecem atenção e podem resultar em insuficiência cardíaca.

NOVOS HÁBITOS DE BANHEIRO – Outro sistema do corpo que desacelera com o hipotireoidismo é o intestino. Você logo percebe que não vai ao banheiro com tanta frequência ou que está realmente com prisão de ventre. Por outro lado, com hipertireoidismo, você pode fazer visitas constantes ao banheiro e descobrir que o seu cocô não é tão sólido.

FADIGA – Sim, o hipotireoidismo apaga você. Ele deixa menos eficaz seu equilíbrio e controle de energia. Você começa a perceber que um dia inteiro no trabalho cansa muito mais do que costumava, bem como que os treinos que você costumava amar são muito cansativos agora. Tal sensação de fadiga também acaba por contribuir para o ganho de peso.

Enquanto que no hipertireoidismo você se acaba, o que também pode resultar em fadiga. Você se sente nervosa ou como se tivesse tomado muitas xícaras de café, o que pode deixá-la extremamente cansada no fim do dia. O hipertireoidismo não te dá o equilíbrio: seu corpo pode estar sobrecarregado por tempo demais antes de precisar de uma pausa.

MUDANÇA DE HUMOR – O hipotireoidismo pode afetar o funcionamento do cérebro e, consequentemente, o seu humor. A depressão, por exemplo, é um sintoma que muitas mulheres experimentam e, por vezes, é difícil reconhecer que a tireoide pode estar envolvida no caso. Uma vez que a própria depressão pode levar a alguns dos sintomas do hipotireoidismo.

Se você tem hipertireoidismo, seu humor pode ser alterado de outra maneira. A condição faz você sentir que está com o pensamento acelerado, bem como ansiosa, irritada e trêmula. Ambas as desordens podem deixar você se sentindo fora de seu controle mental e emocional. Vale a pena conversar com seu médico sobre buscar também apoio na área da saúde mental.

CICLO MENSTRUAL – Seu período, de repente, ficou muito mais intenso do que o normal? Pode ser sinal de hipotireoidismo. É que a sua tireoide afeta o ciclo. Portanto, quando algo está errado, muitas vezes você verá alterações no seu período normal. No hipertireoidismo ocorre o inverso: você pode ter períodos bem mais leves do que está acostumada ou ele pode desaparecer por alguns meses inesperadamente.

MUDANÇAS NO CABELO, PELE E UNHAS – Seu dermatologista pode ser o primeiro médico a notar sinais de disfunção da tireoide, pois muitos deles se manifestam na sua pele, cabelo e unhas. Ambas as condições (hipotireoidismo e hipertireoidismo) podem resultar no cabelo mais fino. No caso do hipotireoidismo, cabelo e pele ficam super ressecados.

DORES MUSCULARES E FRAQUEZA – Tanto no hipotireoidismo quanto no hipertireoidismo, você pode sentir dores nos músculos, rigidez nas articulações e fraqueza – cansando-a ainda mais e fazendo com que não queira ser uma pessoa ativa. Mantenha-se em sintonia com seu corpo e reconheça quando algo está diferente do comum. Por exemplo, se você não fez um treino duro recentemente, não deveria estar se sentindo fraca e dolorida.

NÉVOA MENTAL – O hipotireoidismo pode realmente retardar as sinapses em seu cérebro e reduzir a velocidade de sua função cerebral. Você não conseguirá pensar com tanta clareza e poderá sentir que tem uma neblina no cérebro. Tal sentimento de desaceleração também pode acompanhar mudanças de humor e depressão.

OLHOS INCHADOS OU SECOS – A Doença de Graves (um distúrbio autoimune que gera hipertireoidismo) pode causar algumas alterações visuais. Um sinal revelador são os olhos inchados e protuberantes. Por sua vez, olhos secos e irritados sem causa alérgica ou por uso de medicamentos podem ser um sintoma de hipertireoidismo e hipotireoidismo.

SEMPRE COM FRIO (OU CALOR) – Constantemente com frio? Sua sensibilidade à temperatura pode ser um sinal de hipotireoidismo. A circulação lenta pode deixar você com frio quando está perfeitamente quente e todos ao seu redor se sentem bem. O oposto vale para o hipertireoidismo: você pode ser super sensível a qualquer calor e suar mais do que os outros.

SOBRANCELHAS FINAS – Muitas mulheres ficam surpresas ao saber que a perda de parte das sobrancelhas (especificamente da borda externa) é um sinal de hipotireoidismo que acompanha a perda de cabelo em geral. Se notar que suas sobrancelhas estão ficando escassas nos cantos – e você está se sentindo mal como um todo –, não se preocupe com o envelhecimento e o estresse. Consulte seu médico!

INCHAÇO NAS EXTREMIDADES INFERIORES – Se você notar um inchaço repentino na parte inferior do corpo (quadril, joelhos, tornozelos e pés), pode ser um sinal de retenção de líquidos – que, por sua vez, pode ser um sinal de hipotireoidismo ou Doença de Graves.

DIFICULDADE PARA ENGRAVIDAR – Se você está tentando engravidar sem sucesso, provavelmente já está estressada e preocupada apenas com essa questão. No entanto, a infertilidade pode ser um sinal de outros problemas subjacentes – como a disfunção da tireoide. É preciso levar a glândula em consideração quando for ao médico.

Fontes:
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) – https://www.endocrino.org.br
Portal Dráuzio Varella – https://drauziovarella.uol.com.br
Blog da Saúde | Ministério da Saúde – http://www.blog.saude.gov.br
American Thyroid Association – https://www.thyroid.org
MedlinePlus (National Institutes of Health-NIH) – https://medlineplus.gov
Hormone Health Network | The Endocrine Society – https://www.hormone.org