Produtos que atuam sobre o sistema nervoso

Medicamento genérico Lei nº 9.87, de 1999. Registro M.S.: 1.5423.0292.

Indicações: É indicado para o tratamento sintomático da demência de Alzheimer de intensidade leve, moderadamente grave e grave. O diagnóstico da demência de Alzheimer deve ser realizado de acordo com os critérios científicos aceitos, como DSM IV, ICD10.

Apresentação:

5mg – cx. c/ 30 cprs. rev.
10mg – cx. c/ 30 cprs. rev.

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: está contraindicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade ao cloridrato de donepezila, derivados de piperidina ou qualquer excipiente usado na formulação. Cuidados e advertências: O cloridrato de donepezila, como consequência previsível de suas propriedades farmacológicas, pode produzir diarreia, náusea e vômito. Os pacientes devem ser cuidadosamente monitorados quanto a sintomas de sangramento gastrintestinal ativo ou ocultos, especialmente aqueles com maior risco de desenvolver úlceras Reações adversas e interações: Os eventos adversos mais comuns são: diarreia, câimbra, fadiga, náusea, vomito e insônia. Deve-se evitar a administração do cloridrato de donepezila concomitantemente a outros inibidores da colinesterase. Posologia: O cloridrato de donepezila deve ser tomado por via oral, uma vez por dia. As doses clinicamente eficazes são 5 e 10mg nos pacientes com doença leve a moderadamente grave. A dose de 10mg é a dose clinicamente eficaz nos pacientes com doença moderadamente grave a grave. A dose inicial é de 5mg/dia e pode ser aumentada para 10mg/dia após 4 a 6 semanas.