Antibiótico

Medicamento genérico, Lei n° 9.787 de 1999. Registro M.S.: 1.5423.0284

Indicações:

É indicado para o tratamento de adultos (com idade igual ou acima de 18 anos) com: infecções das vias respiratórias superiores e inferiores; exacerbações agudas de bronquite crônica; pneumonia adquirida na comunidade (PAC) incluindo PAC causada por cepas multirresistentes*; sinusite aguda. Infecções não complicadas de pele e tecidos moles; doença inflamatória pélvica não complicada (isto é, doenças do trato genital superior feminino, inclusive salpingite e endometrite); infecções complicadas de pele e anexos (incluindo infecções do pé diabético); infecções intra-abdominais complicadas, incluindo infecções polimicrobianas, como abscessos.
* Streptococcus pneumoniae multirresistentes, incluindo isolados conhecidos como S. pneumoniae resistente a penicilina e cepas resistentes a dois ou mais dos seguintes antibióticos: penicilina (CIM ≥ 2 μg/mL), cefalosporinas de 2ª geração (por exemplo, cefuroxima), macrolídeos, tetraciclinas e trimetoprima/ sulfametoxazol. Devem-se considerar as recomendações relacionadas ao uso apropriado de agentes antibióticos.

Apresentação:
400mg – cx. c/ 5 cprs. rev.
400mg – cx. c/ 7 cprs. rev.

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: é contraindicado a hipersensibilidade conhecida ao moxifloxacino ou a qualquer componente da fórmula ou a outras quinolonas. Cuidados e advertências: Em casos muito raros, reações anafiláticas podem progredir até o choque, potencialmente letal, algumas vezes após a primeira administração.
Nesses casos, o tratamento com cloridrato de moxifloxacino deve ser interrompido e o tratamento médico instituído (por exemplo, para choque). Reações adversas e interações: Distúrbios do Sistema Nervoso (cefaleia e tontura), distúrbios gastrintestinais (náuses, vômitos, dores gastrintestinais e abdominais, diarreia. Deve ser cautela com antiácidos, agentes antirretrovirais. Posologia: A dose recomendada de cloridrato de moxifloxacino é de 400 mg uma vez por dia (1 comprimido revestido). A duração do tratamento deve ser determinada pela gravidade da indicação ou pela resposta clínica.