Gestora Ambiental da Geolab é a nova conselheira da Fieg

por

A fim de ampliar a discussão de pautas importantes para o setor produtivo goiano, a Federação das Indústrias do Estado de Goiás, a Fieg, empossou novos times de especialistas e…

A fim de ampliar a discussão de pautas importantes para o setor produtivo goiano, a Federação das Indústrias do Estado de Goiás, a Fieg, empossou novos times de especialistas e lideranças setoriais nos conselhos temáticos do Agronegócio, Tributário e de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Para este último, nossa Gestora Ambiental, Sandra Emília de Lima Silveira, foi selecionada como uma das conselheiras da pauta. 

“Fico feliz em poder representar a Geolab neste importante time. Para nós gestores, o maior desafio da sustentabilidade atual é justamente equilibrar a importância dos aspectos ambientais e sociais com os aspectos econômicos. Nosso papel é direcionar o desenvolvimento da empresa por um caminho sustentável.” — afirma Sandra.

Mudanças na pauta de Meio Ambiente

Em relação à pauta de Meio Ambiente, houve uma mudança em sua denominação para “Conselho de Meio Ambiente e Sustentabilidade”, uma vez que os trabalhos realizados pelo colegiado foram ampliados. Com essa alteração, espera-se ganhar mais amplitude e abrangência para as questões ambientais e sustentáveis. 

Dessa forma, os trabalhos realizados pela associação passam a ser desenvolvidos de forma mais transversal, sempre em parceria com os representantes da indústria. Além disso, passou-se a adotar o conceito ESG – sigla do inglês Environmental, Social and Governance. O objetivo é incentivar melhores práticas ambientais, sociais e de governança nos negócios goianos.

“Entendemos que sustentabilidade vai além do meio ambiente. Vamos ampliar a atuação do conselho para temas sociais e de governança também, buscando contribuir com modelos de negócios que impactam positivamente a sociedade.” — defendeu Flávio Rassi, presidente do CMAS e vice-presidente da Fieg.

A importância do novo colegiado

De forma geral, o presidente do Conselho de Assuntos Tributários (Conat) da Fieg, Eduardo Zuppani, falou sobre a importância desse novo colegiado no debate sobre estratégias e projetos que tragam ao estado de Goiás mais investimentos. Sobretudo para fomentar um ambiente de negócios mais próspero e com mais oportunidades. Além de segurança jurídica para as empresas que escolherem investir em território goiano. 

São muitos os temas que podemos contribuir na área tributária. A matéria é vasta e fundamental para a competitividade do setor produtivo.” — afirmou Zuppani.

Investir em Goiás é prioridade para a Fieg

O presidente da Fieg, Sandro Mabel, trouxe para a conversa a decisão do governo do Paraná de suspender a exportação de grãos e investir na industrialização dentro do próprio Estado. Ele destaca que essa é uma bandeira defendida pela Federação das Indústrias em Goiás, pois é uma forma de aumentar a arrecadação e gerar empregos. 

“Esse é um dos eixos estratégicos da nossa gestão à frente da Fieg. Queremos que essa riqueza fique em Goiás para os goianos, gerando emprego, renda e qualidade de vida aqui, e não no exterior.” — reiterou.

Desejamos boa sorte e muitas realizações aos novos empossados da Fieg! Em especial à Sandra, que representa a Geolab tão bem e agora está nessa nova fase da sua carreira!




Compartilhe:

Tags do post: