Genéricos

rosuvastatina cálcica

Antilipêmico Medicamento genérico, Lei n° 9.787 de 1999. Registro MS n°: 1.5423.0294

Antilipêmico

Medicamento genérico, Lei n° 9.787 de 1999. Registro MS n°: 1.5423.0294

Indicações:

A rosuvastatina cálcica deve ser usada como adjuvante à dieta quando a resposta à dieta e aos exercícios é inadequada. Redução do LDL-colesterol, colesterol total e triglicérides elevados; aumento do HDL-colesterol em pacientes com hipercolesterolemia primária (familiar heterozigótica e não familiar) e dislipidemia mista. Tratamento da hipertrigliceridemia isolada. Redução do colesterol total e LDL-C em pacientes com hipercolesterolemia familiar homozigótica. Retardamento ou redução da progressão da aterosclerose.

Apresentação:

10 mg – cx. c/ 30 cprs. rev.

20 mg – cx. c/ 30 cprs. rev.

Caixa de embarque:

cx. padrão 60 und.

Prescrição Médica -Sim

Contraindicações:

A rosuvastatina cálcica é contraindicada para pacientes com hipersensibilidade à rosuvastatina cálcica ou aos outros componentes da fórmula. A rosuvastatina cálcica é contraindicada para pacientes com doença hepática ativa. A rosuvastatina cálcica é contraindicada durante a gravidez, na lactação, e em mulheres com potencial de engravidar que não estão usando métodos contraceptivos apropriados. Categoria de risco na gravidez: X. Cuidados e advertências: Fígado: Como outros inibidores da HMG-CoA redutase, A rosuvastatina cálcica deve ser usada com cautela em pacientes que consomem quantidades excessivas de álcool e/ou que tenham uma história de doença hepática. Sistema musculoesquelético: Como com outros inibidores da HMG-CoA redutase, foram relatados efeitos musculoesqueléticos, como mialgia, miopatia e, raramente, rabdomiólise em pacientes tratados com rosuvastatina. Diabetes Mellitus: Assim como com outros inibidores da HMG-CoA redutase, foi observado em pacientes tratados com rosuvastatina um aumento dos níveis de HbA1c e de glicose sérica. Uso durante a gravidez e lactação: A segurança de rosuvastatina cálcica durante a gravidez e a lactação não foi estabelecida. Mulheres com potencial de engravidar devem usar métodos contraceptivos apropriados. Reações adversas e interações: A rosuvastatina cálcica é geralmente bem tolerada. Os eventos adversos observados com a rosuvastatina cálcica são geralmente leves e transitórios. Em estudos clínicos controlados, menos de 4% dos pacientes tratados com rosuvastatina cálcica foram retirados dos estudos devido a eventos adversos. Esta taxa de retirada foi comparável à relatada em pacientes recebendo placebo. Posologia: A rosuvastatina cálcica deve ser administrada por via oral, a qualquer hora do dia, com ou sem a ingestão de alimentos. A faixa de dose usual é de 10 mg a 40 mg, por via oral, uma vez ao dia. A dose máxima diária é de 40 mg. A dose de rosuvastatina cálcica deve ser individualizada de acordo com a meta da terapia e a resposta do paciente. JUN/2021.

ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS OU QUE POSSAM FICAR GRÁVIDAS DURANTE O TRATAMENTO. ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER PARTIDO OU MASTIGADO. ESTE MEDICAMENTO CONTÉM LACTOSE. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.